Quando o primeiro passo é dado, a liberdade, que é amiga da coragem, abre caminhos. E quando a liberdade se mostra, surpresas também aparecem. Uma reflexão sobre a caminhada da vida e o ritmo de damos a ela.

Por Silvia Strass
(Para ler ouvindo essa música)

Os primeiros passos tem alguns desejos que secretamente escondem dos planos.

O plano pensa ser o líder e indica o lado especificamente calculado.

Só que o passo sente o chão: se tem folhas, cimento, terra, lama ou areia. Ele comunica a central, mas nem sempre é ouvido.

O passo é teimoso e também se sente líder. É o passo que nos leva às experiências mais surpreendentes mesmo que os planos mandem o contrário. O passo é corajoso.

Quando o primeiro passo é dado, a liberdade, que é amiga da coragem, abre caminhos. E quando a liberdade se mostra, surpresas também aparecem, e o próximo passo nunca é certo.

O plano fica meio maluco. Ele aciona a ansiedade. Mas nada adianta, o passo continua por caminhos incertos. Às vezes meio escuros e com barulhos estranhos. E tudo bem.

O passo é antes de tudo curioso. Ele sente o que acontece - não o que está por vir - e simplesmente caminha.

Há momentos de harmonia entre passo e plano, em que o sol aparece brilhando por de trás de uma cachoeira. Às vezes, o passo pausa, mas a pausa também é movimento.

E aí, o plano se adapta ao passo, assim como o passo se adapta ao plano, nunca deixando seu desejo de caminhar.

Deixe que o caminho se faça caminhando.
Curioso, corajoso e livre.

Um beijo e bons passos,
Sil

Silvia Strass

Designer, ilustradora, artista e artesã. Inspirada por afeto e histórias reais, gosta de colorir coisas e vidas. Cria produtos, presentes e decora espaços através do design handmade. É criadora “Remo para Rumos”, a planner que te ajuda a organizar pensamentos pra realizar sonhos.  www.bit.ly/descubraTrampolim


Bespoke.Life

*
 

redes sociais